Genealogia mostra que tiranossauros já foram do tamanho de cães

Cientistas refazem a árvore dos ancestrais do mais temido dos dinossauros e descobrem que ele nem sempre foi de meter medo

Alessandro Greco, especial para o iG |

Getty Images
Esqueleto de T.rex: o grande predador já foi do tamanho de um cachorro
O Tyrannosaurus rex povoa o imaginário popular como o mais agressivo dos dinossauros predadores. A imagem de Sue, o mais famoso fóssil de T. rex , traz arrepios aos que visitam seu esqueleto em exposição no Museu Field de Chicago . Com seus 65 milhões de anos de idade, 12 metros de comprimento e quase 2 toneladas ele é o maior dos T. rex encontrados até hoje. Mas nem sempre o T. rex foi tão grande e assustador relatam pesquisadores liderados por Stephen Brusatte, do Museu de Americano de História Natural, em Nova York, Estados Unidos, na revista Science desta quinta-feira (16).

Eles refizeram a história da família dos tiranossauros e descobriram que os ancestrais do T. rex se originaram há 208 milhões de anos no período jurássico e que eram fisicamente pequenos, não maiores que um cachorro pequeno. Ou seja: bem longe dos monstros assustadores do imaginário popular.

O trabalho foi feito com base nos fósseis descobertos nos últimos anos -- alguns deles com 100 milhões de anos. “Compilamos uma nova árvore dos Tyrannossaurus . Até 10 anos atrás conhecíamos apenas o T.rex e alguns de seus parentes próximos, mas agora temos dados de cerca de 20 espécies diferentes de tiranossauros de todas as partes do globo”, afirmou Stephen ao iG .

Getty Images
O Tyrannosaurus rex é considerado o maior predador da pré-história
A árvore permitiu aos pesquisadores analisaram um pouco mais da história da família dos tiranossauros e jogar por terra o mito de que eles sempre foram grandes predadores. “As novas descobertas mostram que os tiranossauros começaram sua história como animais pequenos vivendo na sombra de outros predadores gigantes. Apenas muito tarde desenvolveram seu tamanho gigante. De muitas formas o T. rex era um tiranossauro muito diferente. Ele era exceção no seu grupo que era composto majoritariamente de animais pequenos e ecologicamente marginais [pouco importantes] pela maior parte dos 100 milhões de anos que viveram no planeta”, explica Stephen.

Outro dado levantado pelos pesquisadores foi que o T. rex e seus parentes mais próximos viveram apenas na America do Norte e na Ásia, mas historicamente a família dos tiranossauros viveram espalhados pelo mundo. “O T. Rex é apenas a ponta do iceberg da diversidade dos tiranossauros”, completa Stephen.

    Leia tudo sobre: dinossaurostiranossauroTyrannosaurus rex

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG