Galáxias entrelaçadas

Resultado da atração gravitacional mútua entre duas galáxias cria novas estrelas há milhões de anos

iG São Paulo |

ESO
Um par: atração gravitacional mútua de galaxias cria novas estrelas e belas imagens
NGC 5426 e NGC 5427 são duas galáxias de tamanhos iguais posicionadas no espaço como um par de baile. Não é certo ainda de que esta interação entre as duas irá terminar em uma colisão e, finalmente, na fusão das duas galáxias.

Juntas, elas são conhecidas como Arp 271, a dança de galáxias já dura milhões de anos, criando novas estrelas como resultado da atração gravitacional mútua entre elas.

Localizadas a 90 milhões de anos-luz da Terra, foram descobertas em 1785 por William Herschel.

Astrônomos acreditam na possibilidade de que a Via Láctea venha a  sofrer uma colisão similar, há cerca de cinco bilhões de anos, com a vizinha galáxia de Andrômeda, que agora está localizado a cerca de 2,6 milhões de anos-luz de distância da Via Láctea.

    Leia tudo sobre: Arp 271galáxiasESOvia láctea

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG