Fungo mata milhões de morcegos na América do Norte

Desde que doença chamada de "síndrome do nariz branco" apareceu em 2006, quase 7 milhões de morcegos morreram

AFP |

AP
Doença chamada de "síndrome do nariz branco" está extinguindo morcegos na América do Norte
Entre 5,7 e 6,7 milhões de morcegos morreram na América do Norte, devido a um fungo conhecido como "síndrome do nariz branco" (WNS, na sigla em inglês), desde que a doença apareceu pela primeira vez em 2006, informaram autoridades ambientais nesta terça-feira (17).

Um estudo publicado no fim de 2011 revelou que a doença é causada pelo fungo Geomyces destructans , mas os especialistas ainda não sabem como detê-lo.

O número de mortes supera amplamente o milhão de morcegos mortos segundo a última estimativa, de 2009, e em algumas regiões representou a quase extinção total da população destes animais, explicou à AFP o especialista em vida silvestre Jeremy Coleman.

"Em estados como Nova York e Vermont e no sul de Ontário (Canadá) antecipamos que a população geral talvez seja impactada em mais de 90 por cento", disse Coleman, coordenador nacional contra o WNS no Serviço de Pesca e Vida Silvestre.

Leia mais: Fungo se espalha rapidamente e pode extinguir espécie de morcegos

Os números foram compilados com base em dados dos biólogos estaduais e em modelos matemáticos para projetar as perdas em todas as áreas geográficas onde se sabe que a doença se propagou.

"Esta nova informação surpreendente ilustra a gravidade da ameaça de que a síndrome do nariz branco representa para os morcegos, assim como o alcance do problema que esta nação enfrenta", disse Dan Ashe, diretor do Serviço de Pesca e Vida Silvestre.

"Os morcegos agregam um enorme valor à economia americana como controle de pestes naturais para as fazendas locais e de florestas a cada ano, e também têm um papel essencial ao ajudar no controle de insetos que podem transmitir doenças aos humanos", acrescentou.

Um estudo recente revelou que os morcegos são um importante pesticida natural, cujos serviços ambientais são avaliados em pelo menos US$ 3,7 bilhões anuais para os produtores agropecuários.

O primeiro surto de WNS foi localizado em uma colônia de morcegos do estado de Nova York e cruzou 2.000 km através dos Estados Unidos até o Canadá.

Agora está presente em 16 estados americanos e em 4 províncias do Canadá.

A síndrome é particularmente letal para as colônias de inverno das espécies que hibernam, incluindo os pequenos morcegos marrons, os morcegos austrais de orelhas compridas e os morcegos de Indiana, em risco de extinção, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: morcegoanimais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG