Foco em moradia, não no alimento, diversificou aranhas

Cientistas afirmam que aranhas tecelãs se diversificaram para criar habitats especializados

The New York Times |

Getty Images
Insetos voadores se diversificaram 100 milhões de anos após as tecelãs
Existem milhares de espécies de aranhas tecelãs, encontradas em todos os continentes menos na Antártica.

Agora, pesquisadores relatam que essas aranhas que tecem teias em espiral surgiram cerca 230 milhões de anos atrás, durante o período Triássico Médio.

Elas, então, se diversificaram rapidamente, e uma grande variedade de tecelãs surgiu até a metade do período Jurássico, cerca de 170 milhões de anos atrás, de acordo com um estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B.

Leia mais:
Fotógrafo capta explosão de cores em detalhes de aranhas e moscas
Maior fóssil de aranha já encontrado é descoberto na China
Pesquisadores descobrem como aranha respira embaixo d'água
Cientistas criam bicho-da-seda que produz teia de aranha

Anteriormente, os cientistas pensavam que as tecelãs circulares tivessem se diversificado no mesmo período em que os insetos voadores – que as aranhas tivessem precisado se especializar para caçar insetos diferentes.

Mas a nova pesquisa indica que ''na verdade, não há nenhuma relação direta,'' disse o principal autor do estudo, Dimitar Dimitrov, biólogo evolucionista da Universidade de Copenhague. O fato, disse ele, é que os insetos voadores se diversificaram 100 milhões de anos após as tecelãs.

Ele acredita que as tecelãs tenham se diversificado por outra razão: para criar habitats especializados. Algumas criaram teias ideais para galhos de árvores, enquanto outras se especializaram em teias mais adequadas para troncos de árvores e mato alto.

''Quando as vemos hoje em dia, elas podem estar no mesmo lugar, ao mesmo tempo, mas ocupando nichos diferentes’', disse ele. Dimitrov e seus colegas usaram amostras de DNA de aranhas existentes, juntamente com restos fósseis, para criar uma árvore evolutiva e uma linha do tempo.

''Pudemos descobrir que as tecelãs têm uma única origem’', disse ele.

    Leia tudo sobre: aranhasanimaisevolução

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG