Filhotes de espécies ameaçadas nascem no zoo de SP

Mico-leão-preto e macaco-prego estão entre os filhotes que nasceram recentemente na instituição

AE |

selo

Stavenn/Wikimedia Commons
Filhotes de mico-leão-preto, como o da foto, nasceram no Zoológico de São Paulo
O Zoológico de São Paulo tem três novos filhotes de espécies ameaçadas de extinção. No sábado, nasceram dois micos-leões-pretos, a primeira cria de um jovem casal. Eles vivem em uma área reservada do parque, longe do público e próximo à mata, o que contribui para a reprodução da espécie ameaçada de extinção. Os biólogos ainda não sabem o sexo dos filhotes, e nos primeiros meses de vida eles permanecerão na área reservada.

Em abril, em uma das ilhas do lago do zoo nasceu um exemplar de macaco-prego-de-peito-amarelo, espécie criticamente ameaçada de extinção. O macaquinho foi rejeitado pela mãe, mas passou a ser criado pelos biólogos e auxiliares no Setor de Mamíferos, onde foi batizado de Tonico. Após quase quatro meses, já se alimenta de frutas.

Leia também:
Zoológicos podem garantir sobrevivência de espécies ameaçadas

Vídeo: Mico-leão-preto nasce em zoológico britânico

Há ainda dois filhotes que estão sendo tratados no parque. Entre eles Laura, um filhote de tamanduá-bandeira, que foi encontrada sozinha próximo ao acostamento em uma estrada na região de Salto, interior de São Paulo. A segunda é Buba, uma fêmea de macaco-bugio, encontrada no próprio zoológico com aproximadamente 30 dias, após uma queda na mata. Ela foi diagnosticada com uma fratura na pata, e precisou passar por cirurgia, mas está bem e segue sob cuidados.

    Leia tudo sobre: conservaçãoanimaiszoológico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG