Fabuloso tesouro arqueológico submarino será leiloado na Indonésia

Foram necessário 22 mil mergulhos para resgatar os objetos

AFP |

AFP
Joias e pedras preciosas preciosas encontradas dentro do navio
Um fabuloso tesouro arqueológico descoberto em um barco que naufragou perto do litoral da Indonésia há 1.000 anos será leiloado na quarta-feira, em Jacarta, a um preço inicial calculado em 80 milhões de dólares.

Um total de 271.000 peças, entre cerâmicas chinesas, espelhos com armação de bronze, pérolas, rubis e safiras, compõem esse tesouro escondidos nas profundezas do mar, um dos mais importantes descobertos na Ásia, segundo Luc Heymans, diretor belga da sociedade de exploração submarina Cosmix.

O tesouro foi descoberto em 2003, quando pescadores resgaram entre suas redes pedaços de porcelana frente ao litoral de Cirebon, na ilha de Java.

Os restos do navio, cujo nome, porto de origem e causa do desastre permanecem desconhecidos, se encontram a 55 metros de profundidade, o que o salvou dos saqueadores desde seu naufrágio, na época das Cinco Dinastias chinesas (907-960).

"Os intercâmbios comerciais eram muito frequentes entre o mundo árabe e a Ásia, e os portos de Java e Sumatra eram muito frequentados", explicou Heymans.

"Achamos que a bordo do barco se encontrava um embaixador devido à importante quantidade de cerâmicas chinesas encontradas", acrescentou.

Quando o tesouro foi encontrado entre os restos do navio em 2004, foram necessários mais de 22.000 mergulhos para que os mergulhadores belgas, australianos, indonésios, britânicos e franceses resgatassem os valiosos objetos, testemunhas da chegada do Islã ao sudeste asiático.

    Leia tudo sobre: tesourojoiasindonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG