Estudo quebra mito de que beija-flor bebe por canudinho

Lingua bifurcada do animal forma uma espécie de lamela que transporta o o líquido

The New York Times |

Alejandro Rico-Guevara via The New York Times
Pesquisadores usaram imagens de microscópio e câmera de vídeo de alta velocidade para entender como o beija-flor bebe
Desde que a teoria foi aplicada pela primeira vez, em 1833, os ornitólogos presumiram que beija-flores bebem por ação capilar: o pássaro enrola sua língua bifurcada em forma um canudinho e o líquido desce por esse tubo por tensão superficial.

“Alguém um dia resolveu que era assim e nunca esse conceito foi mudado ”, diz Margaret A. Rubega, professora adjunta de ecologia da Universidade de Connecticut. Agora, ela e seu aluno Alejandro Rico-Guevara relatam em “The Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS – a publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos) que não é tão simples assim.

Usando uma câmera de vídeo de alta velocidade, os pesquisadores fotografaram 30 beija-flores de 10 espécies enquanto bebiam em um alimentador. Eles também procederam com exames microscópicos de necropsia em línguas de outros 20 pássaros. O relatório foi publicado no dia 2, na internet.

As extremidades da língua de um beija-flor são traçadas com lamelas, membranas constituídas por pectatos de cálcio e magnésio. A língua fica úmida quando se depara com o néctar, as duas pontas da língua ficam muito próximas e as lamelas são como placas sobrepostas. Então a ponta da língua se divide e as lamelas se estendem de cada bifurcação. Conforme o pássaro passa sua língua sobre a superfície do líquido, as pontas da língua se unem e as lamelas se enrolam para dentro, capturando o néctar. Nesse momento, diz Rubega, a ação capilar provavelmente move o líquido pela garganta.

Os pesquisadores descobriram o mesmo processo ao manipular as línguas dos pássaros mortos. Isso quer dizer que não é necessária mais energia por parte do pássaro -- passar a língua sobre a superfície do líquido é suficiente para captar o néctar.

“A língua mede menos de 1 milímetro de comprimento”, afirma Rico-Guevara. “E fica escondida dentro de uma flor. Mas, se você usar alimentadores planos para evitar distorção, verá o que acontece. É impressionante”.

    Leia tudo sobre: beija-floranimais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG