Estímulo a nervo no pescoço pode reduzir zumbido nos ouvidos

Estudo indica que terapia ajuda a reprogramar zonas do cérebro que interpretam sons, o que faz com que zumbido desapareça

AFP |

Cientistas americanos conseguiram eliminar zumbidos nos ouvidos e crânio de cobaias, através do estímulo a um nervo no pescoço, o que abre caminho para um tratamento da síndrome, segundo estudos divulgados nesta quarta-feira (12).

O estímulo ao nervo vago ou pneumogástrico é uma terapia que parece ajudar as zonas do cérebro que interpretam sons a reprogramar-se, retornando ao estado inicial e fazendo desaparecer a fonte do zumbido, explicam os autores do estudo.

"Pensamos que a região do cérebro que se ocupa dos sons, a córtex auditiva, utiliza muitos neurônios, células nervosas, para algumas frequências, e o sistema começa a se desordenar", explica Michael Kilgard, professor adjunto de ciências cerebrais da Universidade do Texas e principal autor do estudo publicado na revista britânica Nature.

A terapia equivale a apertar um botão no cérebro para reiniciar circuitos, como se faz no computador, disse o cientista.

"O tratamento atual para o zumbido no ouvido consiste basicamente em aprender a ignorá-lo", disse James Battey, diretor do instituto americano para a surdez e problemas de comunicação, que financiou a maioria dos trabalhos.

No entanto, a síndrome - sofrida por 23 milhões de americanos, 10% dos idosos e 40% dos veteranos de guerra - parece derivar, em algumas pessoas, na perda da definição auditiva.

    Leia tudo sobre: EUAmedicinapesquisa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG