Empresa da Nova Zelândia cria pernas biônicas

Equipamento, feito sob medida, permite que paraplégicos caminhem e foi desenvolvido durante sete anos

BBC Brasil |

selo

Uma empresa da Nova Zelândia criou um par de pernas biônicas que permite que pessoas paraplégicas possam caminhar.

Durante o lançamento, nesta quinta-feira, o aparelho foi testado por Hayden Allen, que é paraplégico. Com as pernas biônicas, Allen foi capaz de caminhar para o outro lado da sala para cumprimentar o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key.

O aparelho, que tem o nome de Rex, pesa cerca de 38 kg e é feito sob medida. Os inventores, Richard Little e Robert Irving, passaram sete anos desenvolvendo o projeto. "Que eu saiba não existe outro aparelho que seja autônomo e que permita que as pessoas se levantem, caminhem, subam e desçam escadas sozinhas," diz Richard Little.

Espera-se que o primeiro par seja vendido por cerca de US$ 150 mil, segundo o canal de TV neozelandês TVNZ.

Veja o vídeo:

    Leia tudo sobre: biotecnologianova zelândiapróteses

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG