Em órbita, equipe do Atlantis checa possíveis danos da decolagem

Integrantes da última missão do ônibus espacial se preparam para acoplar à Estação Espacial Internacional no domingo

iG São Paulo |

Normalmente, astronautas em missão espacial são acordados em órbita por uma música enviada por alguém amado que ficou na Terra. Mas essa não parece que será a rotina dos membros da missão final do ônibus espacial Atlantis .

A música do despertar deste sábado de manhã – Viva la Vida, dos britânicos da banda Coldplay – veio acompanha por mensagens de congratulações de funcionários do Centro de Voos Espaciais Marshall da NASA em Huntsville, no Alabama, Estados Unidos. “Bom dia, Atlantis”, disseram os trabalhadores em uma mensagem gravada antes do lançamento na sexta-feira. “O Centro de Voos Espaciais Marshall espera que vocês aproveitem o passeio pela órbita. Desejamos a vocês uma missão de sucesso e um retorno a salvo para casa”.

A equipe enxuta de quatro integrantes do Atlantis começou seu primeiro dia inteiro em órbita checando se havia quaisquer danos no sistema de proteção térmica do ônibus espacial, a barreira externa que protege a nave do calor prévio a sua reentrada na atmosfera, informou a Nasa.

Os membros da equipe utilizaram um braço mecânico e um sensor de 15 metros para registrar imagens da asas e do nariz da nave. Especialistas em imagens analisarão posteriormente as informações recebidas para se assegurar do bom funcionamento do escudo técnico. Esse tipo de inspeção faz parte dos procedimentos de rotina para evitar qualquer dano eventual ao veículo, indicou a Nasa.

Em fevereiro de 2003 o ônibus Columbia explodiu em sua entrada na atmosfera terrestre e um painel de especialistas concluiu que um elemento do escudo térmico se soltou no momento do lançamento, comprometiendo fatalmente o sistema de proteção.

Aparenemente, não há qualquer dano causado no Atlantis, cujo lançamento não teve problemas , segundo a NASA. Técnicos responsáveis pela missão estudam estender a missão de 12 para 13 dias, precisando encontrar apenas uma hora mais para continuar em órbita para adiar o retorno até 21 de julho. Para isso acontecer, geralmente se recorre à economia de energia a bordo.

No domingo, por volta das 11h07, o Atlantis acoplará na Estação Espacial Internacional, para onde levará mais de quatro toneladas de mantimentos e equipamentos. Esse voo do Atlantis marca o fim ao programa de ônibus espaciais que a agência espacial americana começou há três décadas , assim como o início da aposentadoria da frota.

*Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: atlantisnasaeuaônibusônibus espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG