Elefantes emitem alarme com aproximação de enxames

Zumbido provocado por abelhas é capaz de fazer elefantes produzirem alerta para seus companheiros fugirem de um possível ataque

AFP |

Getty Images
Além de alertar, o som também pode ser uma forma de ensinar os animais mais jovens
O zumbido provocado por um enxame de abelhas furiosas é capaz de fazer os elefantes emitirem um som de alarme para alertar seus pares a fugirem antes do ataque, revelou um estudo publicado esta segunda-feira.

Os paquidermes não só fogem do som das abelhas, mas também se protegem quando o som de alerta é executado na ausência dos insetos, observaram pesquisadores da Universidade de Oxford, da organização Save the Elephants e do canal Animal Kingdom, da Disney.

A equipe fez estas descobertas durante um estudo continuado com elefantes no Quênia.

"Em nossos experimentos, executamos o som de abelhas furiosas para famílias de elefantes e estudamos sua reação", disse Lucy King, do departamento de Zoologia da Universidade de Oxford e da organização conservacionista Save the Elephants, que conduziram o estudo.

"Nós descobrimos que os elefantes não só fogem do zumbido, mas emitem um som de alarme único, enquanto balançam as cabeças", acrescentaram.

Segundo as descobertas, publicadas no jornal científico PLoS One, assim como é uma resposta à ameaça, o alarme também pode ser uma forma de ensinar jovens elefantes inexperientes a ficarem alertas.

Ainda precisa ser esclarecido se o som de alerta é uma resposta a outras ameaças, além das abelhas.

"Os chamados também dão provas perturbadoras de que os elefantes podem ser capazes de produzir diferentes sons da mesma forma que os humanos emitem diferentes vogais, alterando a posição da língua e dos lábios", disse o doutor Joseph Soltis, do canal Animal Kingdom.

Uma pesquisa anterior já havia demonstrado que os elefantes evitam colmeias na natureza. No ano passado, um outro estudo revelou que os elefantes também evitam passar por cercas que sirvam de suporte a colmeias, reduzindo assim desastrosas incursões a fazendas.

Apesar do couro grosso, elefantes adultos podem ser picados nos olhos ou no dorso, enquanto os filhotes, que têm pele mais fina, podem até morrer em um ataque de abelhas, segundo o estudo.

    Leia tudo sobre: elefantesabelhas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG