Descoberto gene que determina tamanho de cachorros

Especialistas acreditam que a seleção genética para criar cachorros pequenos está relacionada ao surgimento das cidades

The New York Times |

Getty Images
Tamanho dos cachorros está ligado ao gene IGF1
Cientistas identificaram o fator do genoma canino que parece ter gerado o tamanho reduzido em cachorros, uma variante do gene chamado  – oriundo do Oriente Médio. A pesquisa foi relatada pelo jornal BMC Biology.

O genoma do cachorro parece ser quase infinitamente maleável, com cerca de 400 raças distintas. Desde que os cachorros foram domesticados pela primeira vez, há aproximadamente 14 mil anos, os humanos os têm criado seletivamente em busca de traços desejados de aparência e comportamento, com o resultado de que os cachorros de uma raça controlada são muito mais semelhantes do que irmãos humanos.

Cachorro de apartamento
Certas raças são escolhidas pelos humanos por serem mais compatíveis com espaços pequenos, e nem sempre são cachorros pequenos. Membros individuais de raças maiores, como alguns hounds, mastins e até dogues alemães, são conhecidos por viverem alegremente em espaços pequenos se obtêm bastante exercício ao ar livre, enquanto um pequeno e elétrico terrier pode destruir até mesmo um apartamento grande numa perseguição imaginária da presa que ele foi criado para caçar.

Comentários especularam que a escolha por criar cachorros menores pode ter se relacionado com as condições apertadas das cidades que surgiam.

Porém, especialistas em comportamento de cachorros enfatizam que muitas raças são adaptáveis a espaços limitados de criação, e advertem que o cachorro individual, seu histórico, seu treinamento e suas oportunidades recreativas determinarão a sua adaptação a espaços maiores ou menores.

    Leia tudo sobre: cachorrosgenéticaadestramento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG