Descoberto fóssil de pequeno dinossauro de apenas uma garra

Nova espécie de terópode, encontrada na China, tinha cerca de um metro de altura e o peso de um papagaio

AFP |

Cientistas chineses descobriram um dinossauro em miniatura com apenas uma garra, que provavelmente foi um parente distante do feroz tiranossauro Rex e é a única criatura conhecida do tipo com apenas um dedo.

A recém-batizada espécie de terópode, Linhenykus monodactylus , teria cerca de um metro de altura e era tão pesado quanto um papagaio, ressaltou estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences.

A maioria dos terópodes, carnívoros que deram origem às aves modernas, tinha três dedos por mão, mas este tinha apenas uma garra que seria usada para cavar ninhos de insetos, em uma estranha porém útil adaptação.

"Terópodes não aviários surgiram com cinco dedos, mas evoluíram para apenas três em formas posteriores", explicou o co-autor do estudo Michael Pittman, do Departamento de Ciências da Terra da University College de Londres.

"Os tiranossauros eram incomuns por terem apenas dois dedos, mas o 'Linhenykus', com apenas um dedo, mostra quão extensiva e complexa a modificação nas mãos dos terópodes realmente foi", disse.

Os cientistas não têm certeza como os Linhenykus evoluíram para deixar de ter dois dedos, mas segundo o estudo, "seu desaparecimento pode simplesmente refletir o fato de que não estavam mais sendo mantidos ativamente pela seleção natural".

Este tipo de coisa acontece a todo tempo na história do mundo natural, explicou o co-autor do estudo, Jonah Choiniere, da Divisão de Paleontologia do Museu Americano de História Natural.

"Vestígios de estruturas, como pernas em baleias e cobras, podem aparecer e desaparecer, aleatoriamente ao que parece, no curso da evolução", disse Choiniere.

Os fósseis do dinossauro foram encontrados na fronteira entre a Mongólia e a China em rochas da Formação Wulansuhai, do Cretáceo Superior, que data de 84 a 75 milhões de anos atrás.

Cientistas encontraram um esqueleto parcial no local, incluindo ossos vertebrais, uma perna dianteira, parte da pélvis e membros posteriores quase completos.

    Leia tudo sobre: Ciênciapaleontologiadinossauro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG