Descobertas na Índia novas espécies de anfíbios sem patas

Pesquisadores suspeitam que a área de distribuição desses anfíbios se estenda até Mianmar, Butão e Nepal

The New York Times |

S.D. Biju via The New York Times
Pesquisadores identificaram cinco espécies de anfíbios sem patas em 250 localidades do território indiano
Uma nova família de anfíbios, sem membros ou cauda, foi descoberta no nordeste da Índia. No decorrer de cinco anos, os pesquisadores identificaram cinco espécies pertencentes a essa família em 250 localidades de todo o vasto território.

Os anfíbios são escavadores e passam toda a vida debaixo da terra.

"O ciclo de vida completo, tudo ocorre debaixo do solo", afirmou S.D. Biju, cientista ambiental da Universidade de Déli, que liderou o estudo. "Até o momento não temos muitas informações sobre a alimentação. Acreditamos que se alimentem de minhocas."

Biju e seus colegas chamaram a nova família de Chikilidae e a descreveram no periódico The Proceedings of the Royal Society B.

Os próprios anfíbios se parecem com minhocas ou cobras pequenas, embora não sejam venenosos. Ao contrário das minhocas, eles possuem também uma espinha dorsal resistente.

Os pesquisadores suspeitam que a área de distribuição desses anfíbios se estenda até Mianmar, Butão e Nepal, afirmou Biju. Eles também parecem ter parentesco com outra família de anfíbios desprovidos de membros da África, que se separou da família indiana há 140 milhões de anos.

Leia mais:
Lagarto sem olhos e sem patas é descoberto no Camboja
Cientistas buscam 100 espécies de anfíbios 'desaparecidos'
Aquecimento global afeta mais os animais dos trópicos

Biju afirmou que a descoberta enfatizou a necessidade de preservação dos anfíbios da Índia, onde espécies maiores e carismáticas como tigres e elefantes recebem muito mais atenção.

"A região nordeste da Índia vem sofrendo uma enorme destruição de habitats que se deve unicamente à indiferença dos seres humanos", afirmou Biju. "Essa área é um grande foco de biodiversidade."

    Leia tudo sobre: anfíbiosanimaisconservação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG