Cúpula da OSCE obriga retorno antecipado à Terra de cosmonautas da ISS

Espaço aéreo do Cazaquistão ficará fechado a partir de 28/11, para a realização da conferência

EFE |

A nave Soyuz TMA-19, com três astronautas a bordo, fará seu retorno à Terra em 26 de novembro, quatro dias antes do previsto, devido a realização da cúpula da OSCE no início de dezembro no Cazaquistão, anunciou nesta segunda-feira um porta-voz da agência espacial russa (Roscosmos).

"O dia 27 de novembro é considerado como data de reserva", afirmou, acrescentando que a Soyuz aterrissará nas estepes do Cazaquistão, a cerca de 70 quilômetros ao norte da cidade de Arkalik. "(O retorno) deverá acontecer antes de 28 de novembro, quando o espaço aéreo cazaque ficará fechado por ocasião da realização da cúpula da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa", explicou o porta-voz, citado pela agência Interfax.

Segundo ele, a aterrissagem da nave, na qual estão o russo Fiodor Yurchikhin e os americanos Shannon Walker e Douglas Wheelock, procedentes da Estação Espacial Internacional (ISS), acontecerá, mais provavelmente, por volta das 6h da madrugada (horário de Moscou; 1h de Brasília) do dia 26.

    Leia tudo sobre: espaçosoyuzestação espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG