Rush Holt levou a melhor sobre Watson, supercomputador criado pela IBM

Computador Watson, da IBM, vence concorrentes humanos em programa de TV
AP
Computador Watson, da IBM, vence concorrentes humanos em programa de TV
No fim, um cientista espacial venceu Watson, o computador da IBM vencedor do "Jeopardy", programa de perguntas e respostas tradicional da TV americana.

O representante Rush Holt, de Nova Jersey – que já venceu o "Jeopardy" cinco vezes nos 35 anos de história do programa – levou a melhor na competição que aconteceu na segunda-feira (28/02) entre congressistas e o computador, em um hotel em Washington.

Embora Holt não seja o primeiro humano a vencer Watson, a vitória acrescenta mais um feito ao currículo impressionante deste democrata de 62 anos: ex-especialista em controle de armas do Departamento de Estado e ex-chefe do Laboratório Federal de Física de Plasma de Princeton.

“Imagino se Watson não estava passando por uma noite ‘de baixa voltagem’, porque eu certamente não esperava ir melhor que o computador”, disse ele nesta terça-feira (1º).

O congressista ganhou a liderança em categorias que envolviam rimas com fatos da história americana. Também identificou corretamente hipofobia como medo de cavalos.

Mas Watson foi mais rápido ao responder “Amor” para a definição do escritor Ambrose Bierce, que chamou o sentimento de “insanidade temporária curável pelo casamento”.

Holt jogou a primeira rodada com o representante Bill Cassidy, um republicano da Louisiana. No fim dela, ele já havia ganho US$ 8.600 dólares contra US$ 6.200 de Watson.

Mas o computador no fim venceu as rodadas subsequentes contra outros congressistas, de Nova York, Connecticut e Colorado. No fim, o computador ganhou US$ 40,3 mil, versus um total de US$ 30 mil dos humanos.

Watson, projetado para se sobressair no formato de perguntas e respostas usado no "Jeopardy", foi criado por 25 cientistas da IBM em quatro anos.

Seres humanos já venceram a máquina antes, incluindo confrontos “de ensaio” com jogadores diversos, como preparação para a disputa com os campeões do Jeopardy Ken Jennings e Brad Rutter; e, durante os ensaios para a apresentação final, Jennings venceu Watson pelo menos uma vez.

Holt recebeu aplausos na terça-feira durante uma audiência no Comitê de Recursos Naturais da Câmara, por ter vencido o computador. Ele agradeceu aos presentes e atribuiu a vítoria ao “pensamento baseado em neurônios, em vez do pensamento feito por semi-condutores”.

O congressista afirmou ter sido divertido vencer a famosa máquina. Mas também afirmou que é importante que os americanos entendam como é crucial o ensino de matemática e ciências na escola.

“Eu aproveitei a oportunidade de fazer isso, não só pela diversão, mas como um modo de salientar a necessidade de investimento em educação científica,” disse.

“A disputa mostrou como as pessoas não estão tão interessadas em Watson quanto nas possibilidades existentes,” explicou a porta-voz da IBM Lia P. Davis. “Ainda assim, Watson ganhou a disputa,” disse. “Nós todos podemos nos orgulhar disso. O fato mostra que seres humanos são muito inteligentes e computadores também o são”.

Holt tem doutorado em Física pela Universidade de Nova York e foi eleito pela primeira vez ao Congresso dos Estados Unidos em 1998.

*Com informações da AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.