Cientistas japoneses criam liga metálica semelhante ao paládio

A novidade poderá ser usada em eletrônicos e para reduzir a poluição de automóveis

AFP |

Cientistas japoneses criaram uma liga com propriedades similares ao paládio, um metal precioso usado em produtos de alta tecnologia, segundo uma notícia publicada esta quinta-feira, que enalteceu os avanços da nanotecnologia, à qual denominaram de "alquimia atual".

O professor Hiroshi Kitagawa, da Universidade de Kyoto, e sua equipe de cientistas contaram ter utilizado a nanotecnologia para combinar ródio e prata, elementos que normalmente não se misturam, para produzir o novo composto, destacou a notícia publicada no jornal Yomiuri.

A liga tem propriedades similares ao paládio, que é usado em conversores catalíticos para redução de emissões de gases em veículos, bem como em computadores, telefones celulares, aparelhos de TV de tela plana e instrumentos de odontologia.

Assim como outros metais brancos, como a prata e a platina, o paládio é caro e seus depósitos se limitam à África do Sul e à Rússia.

O metal também tem aplicações na produção de células de combustível, uma fonte de energia limpa e renovável que produz eletricidade combinando hidrogênio e oxigênio, tendo como único subproduto a água.

Segundo o jornal, para produzir a nova liga, os cientistas usaram a nanotecnologia para "nebulizar" o ródio e a prata e, gradualmente, os misturaram com álcool aquecido, e os dois metais se fundiram estavelmente ao nível atômico.

O ministério da Indústria do Japão listou 31 metais raros, entre os quais se incluem o paládio e o lítio, usados em produtos industriais, como equipamentos eletrônicos e baterias. Destes, 17 elementos são chamados minerais raros terrestres.

    Leia tudo sobre: Japãociênciananotecnologiacommodity

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG