Equipe pretende reproduzir fórmula de cerveja encontrada em naufrágio no mar Báltico

Cientistas finlandeses analisam cerveja de 200 anos encontrada em naufrágio
© AP
Cientistas finlandeses analisam cerveja de 200 anos encontrada em naufrágio
Cientistas finlandeses estão analisando a bebida dourada e turva encontrada em um naufrágio do século 19 do Mar Báltico na esperança de que novas cervejas possam seguir o modelo da antiga fórmula.

O Centro finlandês VTT de pesquisa técnica afirmou nesta terça-feira (8) que por meio das análises químicas da bebida será possível determinar os ingredientes e até mesmo a receita usada na fabricação de cerveja que é considerada "uma das cervejas preservadas mais antigas do mundo".

Arvi Vilpola, pesquisador da VTT, disse que teve “a tarefa honrosa” de ser o único da equipe de investigação a provar a bebida. “O sabor é um pouco ácido e também foi possível perceber um gosto levemente salgado”, disse.

Mergulhadores literalmente tropeçaram nas cinco garrafas de cerveja, durante o resgate de garrafas de champanhe que naufragaram nas Ilhas Aland, próximas à Finlândia, em julho do ano passado. Acredita-se que a cerveja tenha sido fabricada no início do século 19.

Os pesquisadores estão ansiosos para descobrir que tipo de levedura foi utilizado no processo de fabricação da cerveja. Isto porque "o papel da levedura na cerveja ainda não tinha sido compreendido completamente no início do século 19", disse o porta-voz da VTT Annika Wilhelmson.

Além disso, os cientistas querem saber se é possível que leveduras possam sobreviver dois séculos no frio a 50 metros de profundidade.

“Nós vimos células de levedura da cerveja pelo microscópio, mas ainda não sabemos se elas estão vivas. É como cavar um cemitério esperando encontrar alguém vivo”, disse John Londesborough, cientista da equipe de pesquisa. "Encontramos alguns corpos em estado muito bom".

O naufrágio e seus achados pertencem às ilhas Aland, território semiautônomo entre a Finlândia e a Suécia, que espera produzir uma nova cerveja a partir do estudo dos pesquisadores.

"Seria bom saber os ingredientes de modo de preparo para que cervejeiras pudessem produzir um novo produto a partir da antiga cerveja”, disse Rainer Jusslin, membro do governo provincial de Aland.

A equipe VVT disse que espera publicar as conclusões do estudo em maio.

(Com informações da AP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.