Cientistas criam embriões híbridos de DNA humano e óvulos de vaca

Cientistas da Universidade de Newcastle (nordeste da Inglaterra) anunciaram ter criado embriões híbridos injetando DNA humano em óvulos de vaca.

AFP |

"Os óvulos humanos são muito valiosos, por isso tivemos a idéia de utilizar os óvulos de vaca em seu lugar", explicou o professor John Burn, diretor do Instituto de Genética Humana da Universidade de Newcastle.

Estes embriões foram criados a partir do DNA extraído de células da pele humana injetadas em óvulos de vaca, cujos elementos genéticos foram previamente retirados, acrescentou Burn.

Os embriões sobreviveram até três dias no laboratório.

"É ilegal e perigoso implantar estas células em um ser humano, mas são muito úteis para a pesquisa", enfatizou o cientista.

A lei britânica impõe que os embriões híbridos sejam destruídos depois de 14 dias.

A Autoridade Britânica para a Fertilidade Humana e a Embriologia (HFEA) concedeu em janeiro passado licenças anuais de pesquisas à Universidade de Newcastle e ao King's College de Londres, que trabalha com óvulos de coelhas.

Anteriormente, em setembro de 2007, a HFEA aprovou a criação de embriões híbridos, um procedimento que tenta paliar a falta de óvulos humanos para a clonagem de embriões com fins terapêuticos.

A equipe de Newcastle espera obter uma sobrevivência de seis dias a fim de criar células que possam ser utilizadas para estudar algumas doenças.

elm/lgo/cn

    Leia tudo sobre: embriões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG