Cientistas congelam corais havaianos

Experiência consiste em criar banco de células de corais congeladas para evitar sua extinção

AFP |

AFP
Fungia scutaria , um dos corais com células congeladas pelo projeto do Smithsonian
Cientistas americanos criaram um banco de corais congelados na esperança de evitar sua extinção e de preservar a grande diversidade de corais do Havaí, ilha americana no Pacífico, informou o Instituto Smithsonian.

O instituto de biologia marinha da Universidade e os serviços zoológicos do Instituto Smithsonian de Washington instalaram um laboratório na ilha canadense de Coconut Island, onde foram congeladas as primeiras células do coral  Fungia scutaria e do coral Montipora capitata .

"As células de coral congeladas são viáveis. Será possível descongelar o material dentro de 50 ou 1.000 anos em teoria, para recriar uma espécie ou desenvolver uma população de corais", explicou, em um comunicado, Mary Hagedorn, pesquisadora do Instito de Conservação Biológica do Smithsonian.

Por causa da atividade humana, as barreira de coral e inúmeros animais que constituem seu habitat poderão desaparecer no curso dos próximos 40 anos, segundo os responsáveis por esta experiência.

    Leia tudo sobre: coraishavaíextinção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG