Cientistas alertam para fungo que ameaça trigo

Novas cepas mutantes podem deixar as plantações mais vulneráveis e dizimar uma colheita inteira

AFP |

Cientistas identificaram quatro novas cepas de um fungo matador de trigo que pode ameaçar o estoque global de comida, de acordo com uma pesquisa apresentada nesta quarta-feira visando a uma conferência na Rússia.

As cepas mutantes do fungo, chamadas de Ug99, são originárias da África, mas parecem ter se alastrado pela Ásia e por outros lugares, indicou o Borlaug Global Rust Initiative (BGRI), um grupo especializado em pragas no trigo.

"As novas mutações - identificadas no ano passado na África do Sul - tornarão as colheitas de trigo mais vulneráveis na medida em que os patógenos encontrarem novas trajetórias de vento para migração," indicou o BGRI em um documento anunciando a nova pesquisa.

O estudo identificando as mutações foi elaborado na Universidade de Free State, África do Sul, e será apresentado na Oitava Conferência Internacional de Trigo, que será organizada na cidade russa de São Petersburgo na próxima semana.

A Ug99, uma variável da praga mortal do trigo normalmente conhecida como ferrugem do caule, é um fungo de cor marrom avermelhada levado pelo vento e que faz as plantas caírem e pode dizimar uma colheita inteira.

Ele surgiu no leste da África há uma década e se espalhou para países como Iêmen e Irã, levando os cientistas a se dedicarem ao desenvolvimento de novas sementes de trigo resistentes ao Ug99, indicou a BGRI.

"As novas cepas do fungo são um grave desafio", considerou no documento David Hodson, especialista em trigo na Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO).

Cientistas citados pelo BGRI disseram que o fungo representa um sério risco para países pobres e densamente povoados do Sul da Ásia, e que, em longo prazo, pode chegar à Austrália e à América do Norte.

"O Ug99 ameaça se espalhar nas regiões produtoras de trigo da África e da Ásia, e potencialmente, no mundo todo," alertou Arun Kumar Joshi, cientista do Centro Internacional de Desenvolvimento do Milho e do Trigo, no México.

"A ameaça é particularmente maior no Sul da Ásia, que produz 20% do trigo mundial para uma população de 1,4 bilhão de pessoas", acrescentou Joshi.

O trigo representa 30% da produção global de grãos e 20% das calorias que a população mundial consome todos os dias, de acordo com dados fornecidos pela BGRI, com sede na Cornell University.

    Leia tudo sobre: fungotrigoplantaçõesmutação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG