Cientista chinês Weichang Qian morre aos 97 anos

Pesquisador foi pioneiro nas áreas de mecânica e matemática aplicada na China

Associated Press |

O cientista Weichang Qian, um pioneiro da mecânica e da matemática aplicada na China moderna, morreu na manhã de ontem, segundo a agência de imprensa estatal chinesa. Ele tinha 97 anos.

Qian, ex-presidente da Universidade de Xangai e de outras faculdades, era conhecido por seu trabalho em física, mecânica e matemática aplicada e também era membro da Academia Chinesa de Ciências.

Ele foi um dos três famosos “Qians” na China, juntamente com Qian Xuesen, pai do programa espacial da China, e Sanqiang Qian, um físico nuclear que supervisionou o desenvolvimento do programa de armas nucleares na China.

Qian nasceu em Wuxi, se graduou em física na Universidade de Tsinghua em 1935 e obteve seu doutorado em matemática aplicada na Universidade de Toronto, no Canadá, em 1942. Ele retornou à China em 1946 e se tornou professor de mecânica e, mais tarde, vice-presidente da Universidade de Tsinghua.

    Leia tudo sobre: ciênciamecânicaWeichang Qianfísicamatemática

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG