China deve endurecer regras para transgênicos

Projeto proíbe plantio de transgênicos sem autorização do governo

AE |

selo

O governo da China divulgou hoje um projeto de lei que endurece as regras sobre o plantio de sementes geneticamente modificadas e sobre a indústria de processamento de grãos. A proposta destaca os desafios que resultam da aprovação do plantio de sementes transgênicas em grande escala, mas também mostra preocupação quanto às incertezas sobre as tecnologias que estão redefinindo a agricultura.

O projeto proíbe o plantio de transgênicos sem a autorização do governo. A China tem aprovado o plantio de grãos transgênicos aos poucos. Apenas algumas sementes de arroz e milho foram autorizadas. O Escritório de Assuntos Legislativos do Conselho de Estado disse em um comunicado publicado em seu site que irá colocar o projeto de lei em consulta pública, mas não especificou quando pretende torná-lo lei.

Leia mais:
Monsanto lançará até cinco variedades de cana por ano
Cultivo de transgênicos no Brasil cresce 19,3% em 2011
Milho transgênico da Monsanto pode estar perdendo efeito
CTNBio adia votação de liberação de feijão transgênico da Embrapa

Processamento
O processamento de grãos para a produção de etanol e outros fins não alimentícios também necessitará de autorização, de acordo com a proposta apresentada. O governo limitará o volume de grãos destinado a esse tipo de processamento. Atualmente, cerca de um terço da produção de milho da China é processado para outros fins que não a alimentação.

    Leia tudo sobre: ECONOMICOECONOMIA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG