Chile oferece ajuda na reconstrução da base na Antártica

Dilma expressou sua gratidão pelo respaldo dado pelos chilenos aos brasileiros da base Comandante Ferraz

AE |

selo

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, ofereceu ajuda ao Brasil para a reconstrução da base brasileira Comandante Ferraz, na Antártica. A base, localizada na ilha Rei George, no arquipélago Shetlands do Sul, foi totalmente destruída após a explosão e incêndio que atingiram as instalações brasileiras. Segundo informou o governo chileno hoje em um comunicado, no sábado o presidente Piñera, por telefone, disse à presidenta Dilma Rousseff que o governo chileno está disposto a colaborar nos trabalhos que o Brasil empreenderá nos próximos tempos para a recuperação da base nesse continente.

Leia também: 70% da estação na Antártida foi destruída pelo fogo, diz Marinha

O governo chileno também informou, no mesmo comunicado, que a presidenta Dilma agradeceu a oferta de Piñera. Além disso, Dilma teria expressado sua gratidão pelo respaldo dado pelos chilenos aos brasileiros da base Comandante Ferraz. No sábado, os militares da base chilena Presidente Eduardo Frei enviaram uma equipe de combate a incêndios e um enfermeiro. Na sequência, removeram o grupo de quatro dezenas de brasileiros até a base chilena. Dali, foram transportados em um avião Hércules da Força Aérea Argentina até a chilena cidade de Punta Arenas, no lado norte do estreito de Magalhães.

Arte iG

No hospital Cirujano Cornélio Guzmán dessa cidade o sargento brasileiro Luciano Gomes Medeiros, que teve queimaduras leves durante o incêndio, recebeu atendimento médico. O resto da equipe brasileira ficou hospedado no hotel Diego de Almagro, no centro de Punta Arenas.

Segundo o comunicado do governo Piñera em Santiago, a presidenta Dilma disse ao presidente chileno que fará uma visita em breve ao Chile. Dilma, explicaram os chilenos, deixou a tarefa de coordenação dessa visita ao chanceler Antonio Patriota, que discutirá os detalhes com o chanceler do Chile, Alfredo Moreno.

A presença do Chile na Antártida acumula mais de um século. Os chilenos possuem atualmente quatro bases permanentes na área (de um total de 18 bases permanentes de diversos países em toda a Antártida). Além disso, contam com oito bases de verão, além de sete refúgios.

As bases chilenas possuem uma população de 130 habitantes, dos quais um terço é composto por civis, enquanto os dois terços restantes são militares. A principal base chilena é a Presidente Frei, de onde partiu a ajuda para a base Comandante Ferraz ontem de madrugada. Ambas as bases estão na ilha do Rei George.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG