Champanhe de 200 anos é vendido na Finlândia por 69 mil reais

Bebida foi encontrada em barco afundado no Mar Báltico no ano passado

AFP |

AFP
Leiloeiro apresenta garrafa do champanhe mais velho do mundo: valor de 30.000 euros
Uma garrafa de champanhe da marca Veuve-Cliquot de 200 anos, que fazia parte de uma carga encontrada no ano passado em um barco afundado no Báltico, alcançou 30.000 euros (cerca de 69.000 reais) nesta sexta-feira (3) em um leilão no arquipélago de Aaland.

Até agora, o recorde em um leilão pertencia a uma garrafa de Dom Pérignon rosé de 1959 vendida por 27.600 euros (cerca de 63.500 reais) em 2008. Uma outra garrafa de Juglar - uma casa já extinta- recuperada na mesma carga foi comprada por 24.000 euros (cerca de 55.000 reais).

"Procedente da Ásia, a mesma pessoa comprou as duas garrafas", declarou à AFP Samantha Compono, porta-voz da casa de leilões especializada em vinho Acker Merrall & Condit.

As duas garrafas vendidas nesta sexta-feira fazem parte de uma carga encontrada em julho de 2010 nos restos de um navio que afundou entre 1825 e 1830 próximo ao arquipélago autônomo finlandês de Aaland.

Entre os lotes em venda também havia outras quarenta garrafas de Veuve-Cliquot mais recentes do que as duas recuperadas, e que superaram os 1.000 euros cada.

    Leia tudo sobre: champanhefinlândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG