Casa Branca afirma que não existem sinais de vida extraterrestre

Declaração foi feita após 17 mil cidadãos americanos pedirem que governo torne público o conhecimento sobre a existência de ETs

EFE |

Reuters
Atendendo a pedidos dos americanos, o presidente Barack Obama se pronunciou oficialmente sobre a existência de alienígenas
O governo dos Estados Unidos afirmou no site da Casa Branca que ainda "não há evidências" de que exista vida fora de nosso planeta, nem que algum "extraterrestre" tenha entrado em contato com "a raça humana".

Em duas iniciativas distintas, 17 mil cidadãos assinaram documentos no qual pedem que Washington torne público seu conhecimento sobre a existência de seres de outro planeta.

Numa tentativa de se aproximar da população, o presidente americano, Barack Obama, lançou em setembro o site "We the people", no qual incentiva manifestações, pedidos e perguntas sobre a vida extraterrestre.

Leia mais:
FBI cria busca online de documentos sobre óvnis e paranormalidade
Busca por extraterrestres deve começar por inteligência artificial, diz astrônomo
Astrônomo católico: “Não há contradição entre a religião e vida extraterrestre”
Royal Society reivindica plano mundial para contatos alienígenas

Os signatários pedem que sejam abertos ao público "todos os arquivos de todas as agências e dos militares relacionados ao fenômeno". Exigem também que o assunto seja discutido em audiências públicas no Congresso.

Phil Larsson, assessor da divisão de política espacial e comunicações da Casa Branca, afirma que nenhuma informação sobre a ocorrência de vida em outro planeta foi ocultada do público. Apesar disso, o funcionário diz que isso não significa que o assunto não precisa ser explorado e que existem numerosos projetos para comprovar se existe vida extraterrestre.

Larsson cita como exemplo a missão do telescópio Kepler, da Nasa, que tem como objetivo detectar a existência de planetas com condições de vida similares à Terra. Além disso, cita a próxima missão a Marte, o Mars Science Laboratory, também conhecido como Curiosity .

O assessor diz ainda que cientistas e matemáticos afirmam com "visão estatística" que entre os trilhões de planetas existentes no Universo é possível que exista um que possua vida.

No entanto, as possibilidades de contato, "especialmente com os inteligentes", são "extremamente pequenas" devido às grandes distâncias.

"O fato é que não temos evidências de presença extraterrestre aqui na Terra", conclui Larsson

    Leia tudo sobre: EUAESPAÇOextraterrestres

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG