Brasileiro de PE é o 3o caso de cura de raiva humana no mundo

SÃO PAULO (Reuters) - Mordido por um morcego, infectado pelo vírus da raiva e internado por quase um ano, um adolescente de 16 anos recebeu alta médica nesta sexta-feira de um hospital do Recife para tornar-se o terceiro humano a ser curado da doença no mundo. Primeiro caso de cura da raiva humana no Brasil, Marciano Menezes da Silva foi infectado pelo vírus ao ser mordido por um morcego em sua casa, no sertão pernambuco, em outubro do ano passado.

Reuters |

Em fevereiro deste ano, o paciente deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, mas continuou o tratamento internado na instituição.

"Saber que ele está curado e vai voltar com vida para casa é uma bênção para a gente. Agora o coração está mais tranquilo", disse o pai de Marciano, João Gomes Menezes, de acordo com nota divulgada pelo hospital.

O jovem ainda não pode andar, mas já consegue comer sozinho, mexer os braços e ajudar a se vestir, informou a instituição. Em três semanas, Marciano deverá ser submetido a uma cirurgia ortopédica no quadril.

"Se ele vai andar, só o tempo dirá", afirmou o chefe da UTI do hospital, Gustavo Trindade, segundo a nota.

Em todo o mundo, há três casos de cura da doença mas apenas dois pacientes estão vivos.

De acordo com o hospital, o caso chamou a atenção dos especialistas já que a raiva era considerada sem cura.

A raiva humana é causada por um vírus que afeta o sistema nervoso de forma fatal e é transmitida através da mordida ou arranhão de animais como cachorro, morcego, macaco e raposa quando contaminados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG