Programa bilateral dará prioridade à aplicação da terapia em tratamento de doenças

 Brasil e Argentina financiarão de forma conjunta, mediante um programa bilateral, pesquisas com células-tronco que deem prioridade a sua aplicação no tratamento de doenças, informa nesta quarta-feira o Ministério de Ciência argentino em comunicado.

O investimento inscreve-se no Programa Binacional de Tratamento Celular da Argentina e tem como objetivo que "equipes dos dois países conformem projetos conjuntos que fortaleçam a colaboração" bilateral na área, assinala a nota.

O Ministério do país vizinho abriu um edital para selecionar na Argentina trabalhos voltados, por um lado, à pesquisa básica de células-tronco embrionárias, e, por outro, a "experimentos em modelos animais para determinar a segurança e eficiência de intervenções terapêuticas que utilizem células-tronco".

No entanto, o maior investimento, de até 1 milhão de pesos (US$ 246 mil) por projeto, será feito pelo Governo argentino para financiar trabalhos voltados à aplicação clínica de células-tronco para o tratamento de doenças. Os impulsores dos projetos selecionados "trabalharão de maneira complementar com pesquisadores brasileiros", conclui o texto oficial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.