Berçário estelar ilumina os restos de estrelas mortas

A nebulosa NGC 3582 faz parte da maior região de formação de estrelas da Via-Láctea, na constelação de Carina

iG São Paulo |

ESO
Explosão de estrelas dá forma às massas de gás e poeira iluminadas nesta imagem
A radiação intensa emitida pelas jovens estrelas na nebulosa NGC 3582 faz brilhar as projeções de gás emitidas por estrelas moribundas, nesta imagem produzida pelo telescópio de 2,2 metros mantido pelo Observatório Europeu Sul em La Silla, no Chile.

NGC 3582 faz parte da maior região de formação de estrelas da Via-Láctea, chamada RCW 57. Ela fica próxima ao plano central da galáxia, na constelação de Carina.

Algumas das estrelas que nascem na região são muito mais pesadas que o Sol. Esses colossos emitem energia numa taxa fantástica, e acabam explodindo como supernovas.

O material ejetado nas explosões gera bolhas no gás e na poeira circundante.

    Leia tudo sobre: ESOestrelasnebulosa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG