Banheiro americano da ISS deixa de funcionar devido a falha

Existem alternativas no módulo russo e na nave Soyuz que está acoplada à estação. Equipamento custou US$ 269 milhões

EFE |

O vaso sanitário do segmento americano da Estação Espacial Internacional (ISS) ficou fora de serviço devido a uma falha, informou nesta terça-feira um representante da Nasa.

"Não é a primeira vez que há falhas no banheiro, mas isto não representa grandes problemas para os tripulantes: no segmento russo há outro, e, se houver muita necessidade, há também o da nave Soyuz, acoplada à Estação", disse a fonte, citada pela agência oficial russa RIA Novosti.

O vaso do segmento americano, que está instalado no módulo-laboratório Harmony, é de fabricação russa, mas foi modificado depois que foi anexado a ele um sistema americano de regeneração de água não potável a partir de urina e suor.

Devido a essas melhorias, o preço do banheiro, com um custo inicial de US$ 19 milhões, chegou a US$ 269 milhões. Até novembro de 2008, a ISS contava com apenas um compartimento sanitário-higiênico, como é chamada a estrutura no jargão espacial.

A decisão de instalar um segundo banheiro foi devido à ampliação em 2009 da missão permanente na ISS, que passou de três a seis tripulantes. A tripulação atual da Estação é integrada pelos cosmonautas russos Aleksandr Skvortsov, Fiodor Yurchikhin e Mikhail Kornienko e os astronautas americanos Doug Wheelock, Shannon Walker e Tracy Caldwell. A ISS é um projeto com um custo de US$ 100 bilhões do qual participam 16 países.

    Leia tudo sobre: estação espacialnasasoyuz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG