Astrônomos europeus descobrem novo sistema planetário

Sistema, com pelo menos cinco planetas, tem semelhanças com sistema solar

iG São Paulo |

Divulgação
Ilustração do sistema planetário em torno de estrela HD 10180, semelhante ao sol
Astrônomos europeus descobriram um novo sistema estrelar composto por, pelo menos, cinco planetas e que apresenta algumas semelhanças com o sistema solar. Os planetas orbitam a estrela chamada HD 10180, na constelação Hydrus, a cerca de 100 anos luz da Terra.

"Nós encontramos o que é, muito provavelmente, o sistema com mais planetas descobertos até agora”, disse Christophe Lovis, astrônomo da Universidade de Genebra que liderou o estudo do Observatório Europeu Sul (ESO). “Esta descoberta destaca o fato de que nós agora estamos entrando numa nova era na pesquisa de exoplanetas”.

Lovis informou que os cinco planetas são comparáveis a Netuno, têm de 15 a 25 vezes a massa da Terra. “Eles são feitos essencialmente por pedra e gelo. Eles têm um núcleo sólido, mas acima do núcleo há uma camada gasosa, composta, provavelmente, por hidrogênio e hélio”, disse.  Os cientistas acreditam que os planetas não sejam habitáveis.

Divulgação
Foto da estrela HD 10180 no espaço
Além dos cinco planetas confirmados, os cientistas suspeitam que existam mais outros dois, incluindo um que poderia ser o menor planeta já visto fora do sistema solar. Outra particularidade deste planeta seria sua proximidade com a estrela.

O sétimo planeta seria maior, similar a Saturno.

“A coisa mais interessante para se considerar em relação a esta descoberta é que ela mostra que podem existir muitos outros sistemas”, disse Alan Boss do Instituto Carnegie de Ciência, que não estava envolvido com a descoberta.

O sistema em torno da estrela HD 10180 é único em vários aspectos. Ele, provavelmente, não tem nenhum planeta gigante gasoso semelhante a Júpiter. Os cientistas também acreditam que todos os planetas tenham órbitas quase circulares.

Cientistas estão descobrindo planetas fora do sistema solar pelos últimos 15 anos, tendo, até então catalogado cerca de 450. A maioria das descobertas têm se limitado a um ou dois planetas, normalmente enormes e gasosos - muito similares a Júpter ou Saturno.

A descoberta foi feita por cientistas da Suíça, França e Alemanha nas instalações do ESO no Chile.

(Com informações da AP)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG