Astrônomos flagram buraco negro dilacerando estrela

Telescópio Swiff capturou imagem de buraco negro com massa um milhão de vezes maior que a do Sol

AFP | 24/08/2011 17:23

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: AFP Ampliar

Ilustração artística da estrela sendo devorada por um buraco negro

Um buraco negro, descrito como um "monstro cósmico" à espreita no centro de uma galáxia, foi flagrado no momento em que dilacerava uma estrela, anunciaram astrônomos em um artigo publicado na edição desta quarta-feira da revista científica Nature.

Em 25 de março, o telescópio orbital Swift, da Nasa, captou uma emissão de raios-X do espaço sideral, expelido claramente por uma fonte imensamente poderosa.

Uma observação mais próxima revelou um buraco negro supermaciço com massa um milhão de vezes superior àquela do sol.

O lampejo de raios-X foi um "jato relativístico" ou um jato de matéria de alta energia que jorrou da estrela à medida em que era atraída pelo empuxo gravitacional do buraco negro e foi arrastada na direção de suas entranhas.

O jato, chamado Swift J164449.3+573451, moveu-se a 99,5% da velocidade da luz.

Os buracos negros supermaciços são comumente encontrados no centro de galáxias. O buraco negro recém-descoberto tem cerca de metade do tamanho de seus similares em nossa galáxia, a Via Láctea.

Mesmo assim, são relativamente jovens perante alguns espécimes supermaciços, cuja massa foi medida em mais de um bilhão de sóis.

Leia mais:
Descoberto buraco negro em galáxia anã
Cientistas descobrem buraco negro de apenas 30 anos
Galáxia "sorri" com dois buracos negros
Astrônomos confirmam existência de novo tipo de buraco negro

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Previsão do Tempo

CLIMATEMPO

Previsão Completa

  • Hoje
  • Amanhã
Ver de novo