Esta é a primeira das três saídas previstas nesta missão

Dois astronautas americanos iniciaram nesta segunda-feira uma saída ao espaço no exterior da Estação Espacial Internacional (ISS), um dia depois de chegar à estação no ônibus espacial.

Os astronautas Garrett Reisman e Stephen Bowen saíram ao espaço com o objetivo de instalar uma segunda antena, assim como peças de reposição no braço robótico da estação Dextre.

Esta é a caminhada de número 237 por parte de astronautas americanos, a segunda para Reisman e a quarta para Bowen, segundo a Nasa.

Três saídas desse tipo, de seis horas e meia cada uma, estão previstas nessa missão.

No domingo, o Atlantis se acoplou a ISS, em sua última missão antes de ser aposentado.

Depois do voo, só restarão dois lançamentos de ônibus espaciais, o do Discovery em meados de setembro e do Endeavour, no fim de novembro. Em sguida, os três ônibus espaciais serão retirados de serviço após três décadas de operação.

Durante sua missão de 12 dias, dos quais sete o ônibus passará acoplado à ISS, o Atlantis e sua tripulação transferirão mais de 12 toneladas de materiais, seis baterias para as antenas solares da estação, alimentos e experiências científicas.

O módulo russo Rassvet ("Aurora", em ruso) ou MRM-1 é o maior elemento dos transportados pela Atlantis.

A ISS, um projeto de 100 bilhões de dólares que começou em 1998, no qual participam 16 países, é financiado principalmente pelos Estados Unidos.

Depois do fim dos ônibus espaciais, os Estados Unidos dependerão dos Soyuz russos para levar seus astronautas à Estação, até que um lançador americano fique pronto para substituição em 2015.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.