Astronauta se aposenta para acompanhar recuperação de mulher

Comandante do último voo da Endeavour é casado com a deputada americana Gabrielle Giffords que sofreu um atentado no Arizona

Reuters |

Reuters
Gabrielle Giffords e Mark Kelly vão escrever um livro de memórias
O astronauta Mark Kelly, que comandou o último voo do ônibus espacial Endeavour , anunciou na terça-feira (21) que vai deixar a Nasa e a Marinha dos EUA para acompanhar de perto a recuperação da sua mulher, a deputada Gabrielle Giffords, e escrever um livro de memórias com ela.

Em mensagem divulgada na sua página do Facebook, Kelly anunciou que vai se aposentar em 1o de outubro e que espera ajudar na recuperação de Giffords , que levou um tiro na cabeça em janeiro durante um evento político no Arizona.

"Quero estar ao lado dela", disse Kelly. "Deixar de lado o meu trabalho na Marinha e na Nasa me permitirá estar com ela e com minhas duas filhas."

Kelly e Giffords, casados desde 2007, pretendem escrever um livro de memórias juntos, disse um assessor de imprensa da deputada.

O recente voo do Endeavour foi o quarto de Kelly à Estação Espacial Internacional. Capitão da Marinha, ele passou 15 dos seus 47 anos na Nasa. Também pilotou aviões em missões de combate na Guerra do Golfo.

Em sua mensagem, ele disse que espera voltar a contribuir com os EUA no futuro.

Giffords foi alvejada à queima-roupa durante um ato público em 8 de janeiro, num incidente que deixou outros 12 feridos e seis mortos, inclusive um juiz federal, uma menina e um assessor da deputada.

Em abril, a deputada foi ao Centro Espacial Kennedy, na Flórida, para ver o lançamento do Endeavour, que acabou sendo adiado. Voltou à clínica no Texas e viajou novamente para assistir à decolagem em 16 de maio. O último voo desse ônibus espacial, com Kelly a bordo, regressou à Terra em 1o de junho.

    Leia tudo sobre: MUNDOEUAGIFFORDSASTRONAUTA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG