Arqueólogos encontram o documento escrito mais antigo de Jerusalém

Fragmento de barro data do século 14 a. C. e contém um texto no idioma acadiano

BBC Brasil |

selo

Arqueólogos israelenses disseram ter encontrado o documento escrito mais antigo já descoberto em Jerusalém. O pequeno fragmento de barro data do século 14 a. C.

O fragmento tem cerca de 2,8 centímetros de diâmetro e grossura de um centímetro. O texto está escrito em símbolos cuneiformes, no idioma acadiano.

Apesar do tamanho do fragmento, é possível ver nove linhas escritas. Mas os arqueólogos conseguiram apenas ler palavras isoladas como "eles", "você" e "depois", sem conseguir entender o contexto do que foi escrito.
C. O fragmento tem cerca de 2,8 centímetros de diâmetro e grossura de um centímetro. O texto está escrito em símbolos cuneiformes, no idioma acadiano. Apesar do tamanho do fragmento, é possível ver nove linhas escritas. Mas os arqueólogos conseguiram apenas ler palavras isoladas como "eles", "você" e "depois", sem conseguir entender o contexto do que foi escrito.

    Leia tudo sobre: arqueologiajerusalémacadiano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG