Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em Teotihuacán

O túnel, fechado a cerca de 1.800 anos, foi descoberto por uma sofisticada tecnologia que criou um mapa tridimensional do lugar

AFP |

© AP
Pirâmide do Sol, em Teotihuacán
Arqueólogos mexicanos localizaram um complexo subterrâneo sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, no centro do México, onde podem estar sepultados vários governantes da época pré-colombiana, informou nesta terça-feira (02/08) o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH).

Um grupo de cerca de 30 arqueólogos encontrou a entrada de um túnel que leva a uma série de galerias sob o Templo da Serpente Emplumada (Quezalcoatl), na zona arqueológica de Teotihuacán. Já foram escavados cerca de 12 m mas a entrada do túnel está a 14 m e seu interior mede em torno de 100 m de comprimento, com uma série de câmaras subterrâneas.

O túnel, fechado pela população de Teotihuacán há cerca de 1.800 anos, foi descoberto com uma sofisticada tecnologia de georadares e scanners a laser, que criaram um mapa tridimensional.

O complexo é anterior à construção do templo de Quetzalcoatl e as escavações já permitiram encontrar milhares de pequenos ornamentos fabricados com concha, jade importado da Guatemala, ardósia e obsidiana, que eram jogados no local como oferendas.

    Leia tudo sobre: Arqueologiaméxico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG