Apreendido material arqueológico negociado pela internet

Ferramenta de pedra encontrada em Mato Grosso estava sendo oferecida à venda por R$ 50 mil

AE |

selo

Foi apreendido hoje em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, um material arqueológico que estava sendo negociado em um site de compra e venda pela internet, ao valor de cerca de R$ 50 mil.

Segundo a Polícia Federal, os agentes apreenderam uma "pedra de raio", forma popular como é conhecido o machado de pedra polida, após receber denúncia do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) de Campo Grande sobre a comercialização.

A.A.S., de 27 anos, funcionário da empresa responsável pelas obras de contenção às enchentes do córrego Prosa, informou que encontrou, há duas semanas, o material arqueológico no canteiro da obra localizada na Avenida Via Park, próximo à Avenida Mato Grosso, no bairro Santa Fé.

De acordo com a PF, a comercialização, em território nacional, de bens arqueológicos obtidos em dissonância com as normas do Iphan configura o crime de usurpação de bem da União, com pena de detenção de 1 a 5 anos e multa.

    Leia tudo sobre: arqueologia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG