Após 3 décadas, Nasa define destino final dos ônibus espaciais

O ex-astronauta e administrador da Nasa Charles Bolden emocionou-se ao anunciar o que será feito com a frota após o último voo

iG São Paulo |

Nasa
O Atlantis ficará em exibição no Centro Espacial Kennedy
A data dos 50 anos do vôo de Yuri Gagarin também celebra os 30 anos do primeiro lançamento de um ônibus espacial, o Columbia, que decolou para o espaço em 12 de abril de 1981.

Nasa
O Discovery vai para o Museu Nacional de ar e Espaço
Após três décadas de uso e dois desastres que mataram 14 pessoas – o Challenger explodiu durante o lançamento, em 1986, e o Columbia se desintegrou na reentada da atmosfera terrestre, em 2003 –, os ônibus espaciais serão aposentados agora em 2011.

A Nasa aproveita o aniversário da estreia do veículo espacial reutilizável para anunciar o destino final das naves restantes de sua frota. Vinte e uma instituições, entre museus e centros turísticos, disputavam o privilégio de receber uma das naves.

O administrador da Nasa, ex-astronauta Charles Bolden – que realizou quatro missões a bordo de ônibus espaciais, incluindo duas como comandante da nave, entre 1986 e 1994 – ficou com a voz embargada durante o anúncio oficial da aposentadoria da frota e da destinação final dos veículos.

Restam apenas dois voos a serem feitos, pelo Atlantis e pelo Endeavour, antes que o programa seja encerrado.

O primeiro ônibus espacial a ser construído, o Enterprise – que nunca foi ao espaço, tendo realizado apenas voos de teste – será retirado do Museu Nacional de Ar e Espaço, em Washington, e transferido para o Museu Intrepid, de Nova York.

O Intrepid, montado num velho porta-aviões, já possui um avião Concorde.

Nasa
O Endeavour ficará num museu da Califórnia
Já o Museu Nacional, que perde o Enterprise, será mais do que recompensado: a Nasa reservou-lhe o ônibus espacial Discovery, que não só é a nave espacial mais utilizada de todos os tempos – com um total de 365 dias no espaço – como ainda foi a responsável por instalar o Telescópio Espacial Hubble em órbita.

Já o ônibus espacial Atlantis – o penúltimo a ser construído – ficará no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, onde será colocado em exibição num centro de recepção de turistas. Atlantis será a última nave da frota a ir ao espaço, com sua missão derradeira marcada para junho.

E o Endeavour, “caçula” da frota, construído para substituir o Challenger e única nave da família de ônibus espaciais a realizar o voo inaugural já na década de 90, será enviado ao Centro de Ciência da Califórnia, um museu dedicado a temas científicos.

Leia também:

Há 50 anos, a humanidade chegava ao espaço

    Leia tudo sobre: Nasaônibus espaciais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG