Sepultura do século 7 a.C. estava ornamentada com mais de 3 mil peças de ouro, além de vidros de perfume, cristais e louças

Arqueólogos gregos descobriram um antigo esqueleto coberto de ouro em um túmulo no sul da ilha de Creta.

Stampolidis Nicholas disse que a sepultura que data do século 7 aC continha mais de 3.000 peças de ouro. Os pequenos ornamentos, de quatro centímetros de comprimento, foram costurados sobre um manto luxuoso, quase que completamente apodrecido e que aparentemente foi usado para envolver o corpo de uma mulher.

Stampolidis disse ainda a descoberta, perto da antiga cidade de Eleutherna em Creta central, é única no mundo grego.

O túmulo também continha uma bacia de cobre, cerâmica, vidros de perfume, centenas de contas feitas de âmbar, cristais, louças de barro e também um pingente de ouro.

(com informações da AP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.