Ajudando a família, especialmente na melhor época

Entre espécie de pica-pau, é obrigação ajudar a pais e irmãos até chegar a hora de criar sua própria família

The New York Times |

The New York Times
Pesquisa mostra que pica-paus ajudam a coletar alimentos para membros da família antes de começar a procriar
Os pica-paus da espécie Melanerpes formicivorus são pássaros laboriosos e cooperativos que vivem em grupos familiares. Cada família possui vários pica-paus 'ajudantes’ que não procriam. Eles se dedicam a coletar o fruto do carvalho, ou bolota, e outros alimentos para os mais jovens.

Os pesquisadores se surpreenderam ao descobrir que a ajuda deles era maior na primavera, após uma boa colheita, do que na mesma época após uma colheita fraca.

“Intuitivamente, faz muito sentido os ajudantes serem mais úteis quando as condições são piores”, afirma Walter Koenig, ornitologista da Universidade Cornell. “Porém, na verdade, parece que ocorre exatamente o oposto”, afirma.

Na primavera, após uma boa colheita de bolotas, o número médio de novos descendentes de grupo para cada ajudante aumentava aproximadamente sete décimos. Em um ano de colheita fraca, os ajudantes acabavam reduzindo ligeiramente o sucesso reprodutivo de modo geral.

Isto porque, quando a colheita de grãos é fraca, ter um ajudante pode não ser de muita ajuda, afirma Koenig. Na verdade, eles talvez comam os alimentos destinados aos novatos.

Porém, em um ano de boa safra, os ajudantes podem auxiliar na coleta de alimentos adicionais e contribuir com as reservas alimentares da família.

Os ajudantes dos pica-paus são geralmente jovens adultos a espera do momento certo para procriar, dentro do grupo familiar ou fora dele. Até que encontrem seu par, o papel deles de auxiliares continua, ajudando a criar seus irmãos mais jovens e outros parentes.

Eles parecem concordar em realizar este trabalho porque estão contribuindo com os seus parentes genéticos, afirma Koenig. Porém, conforme o sucesso reprodutivo inicia, “esse papel não é tão bom quanto o de pai”.

Koenig e seus colegas relataram suas descobertas na edição atual da revista The American Naturalist.

    Leia tudo sobre: pássaroscomportamento animal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG