Adiamento da partida do Endeavour é de pelo menos 72 horas

Última missão da nave deveria ter início nesta sexta-feira, 29, mas acabou cancelada por problemas técnicos

iG São Paulo |

AP
O ônibus espacial Endeavour, visto atrás do relógio da contagem regressiva
O lançamento do ônibus espacial Endeavour, previsto inicialmente para esta sexta-feira (29), foi adiado por pelo menos 72 horas devido a um problema técnico, anunciou a Nasa.

Leia também:

Lançamento do ônibus espacial Endeavour é cancelado

Perto do fim, um motivo para celebrar os ônibus espaciais

A causa do cancelamento foi um problema nos aquecedores da Unidade de Energia Auxiliar 1, assinalou a Nasa. Três unidades de energia fornecem pressão hidráulica para os motores principais da nave durante o lançamento, e para o trem de pouso e os freios, durante o pouso. São componentes cruciais, e têm de estar em perfeitas condições antes de cada lançamento.

O diretor de lançamentos da Nasa, Mike Leinbach, explicou que os erros foram detectados de última hora, durante os procedimentos de manutenção feitos antes do voo, e embora tenham sido feitas várias manobras para repará-los, não foi possível terminar tudo a tempo. "Não poderíamos nos arriscar a sair apenas com um ou dois porque se perdermos um dos que estão bem, corremos um alto risco de que a unidade congele e não funcione", explicou.

Os técnicos da Nasa agora investigam as causas do problema. Os engenheiros da agência espacial estão reunidos e as operações de reparação começarão na tarde desta sexta-feira (29), depois que o tanque de combustível externo for esvaziado, uma operação que durará mais de uma hora. "Este é nosso negócio, não voaremos até que a nave esteja preparada", afirmou Leinbach.

O voo será histórico: trata-se do último realizado por este ônibus espacial antes de se aposentar. Mais tarde neste ano será lançado o Atlantis e, com isso, o programa espacial americano, que já tem 30 anos, terá fim.

O Endeavour foi lançado pela primeira vez ao espaço em 1991 e seu último voo será o número 25 de sua carreira.

A tripulação de seis membros é formada por cinco americanos e um italiano, o astronauta Roberto Vittori, da Agência Espacial Europeia.

Quando o Endeavour regressar à Terra, se tornará o segundo ônibus espacial da frota a se aposentar.

O protótipo Enterprise nunca voou ao espaço. O Columbia explodiu em 2004, quando voltava à Terra. O Discovery fez seu último lançamento em fevereiro, e voltou em março, enquanto o Atlantis partirá para sua última missão em junho.

(com informações das agências internacionais)

    Leia tudo sobre: endeavournasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG