Tamanho do texto

Testes futuros ainda são necessários para afirmar que o planeta é habitável, porém, simulações já apontaram a presença de água líquida em sua superfície

Com potencial para habitar vida alienígena, o  K2-155d faz parte de um grupo de 15 novos planetas encontrados
Reprodução/Nasa
Com potencial para habitar vida alienígena, o K2-155d faz parte de um grupo de 15 novos planetas encontrados


Astrônomos encontraram 15 novos planetas que podem ser os melhores locais conhecidos do universo para encontrar vida alienígena. De acordo com o portal Daily Mail, um dos 15 planetas é uma potencial “Super Terra”, que poderia ser habitável e conter oceanos líquidos, assim como acontece aqui. O corpo celeste foi batizado de K2-155d, está a 200 anos-luz de distância e tem 1,6 vez o tamanho da Terra.

Leia também: Monitoramento de "lixo espacial" pode detectar aliens no espaço, diz cientista

Os planetas são especialmente diferentes porque, durante muitos anos, os cientistas não buscaram vida alienígena em corpos que orbitam ao redor de estrelas anãs-vermelhas – que é o caso de K2-155d e os outros 14 astros. Como os planetas teriam que estar muito próximos da estrela, isso significa que uma de suas faces estaria sempre muito quente e clara, enquanto a outra, gelada e escura.

Como acreditava-se que a probabilidade de encontrar áreas habitáveis em suas proximidades era baixa, astrônomos focavam seus esforços em outras regiões do universo. Mas, agora, as anãs-vermelhas podem ajudar pesquisadores na compreensão de como planetas são formados e desenvolvidos.

Mesmo que ainda não seja possível afirmar se o planeta é habitável ou não, fator que depende do tamanho e temperatura da “Super Terra”, simulações climáticas sugeriram a presença de água líquida na superfície. “Em nosso teste, a atmosfera e a composição do planeta foram assumidas como parecidas com as da Terra, mas não há garantias de que este é o caso”, explicou Teruyuki Hirano, do Departamento de  Tecnologia da Terra e Ciências Planetárias do Instituto de Tóquio.

Alienígenas em Saturno

Mais próximo da Terra do que o K2-155d e ainda no Sistema Solar, o planeta Saturno também pode abrigar alienígenas, segundo pesquisa recente. De acordo com o portal  Daily Mail, micro-organismos poderiam se desenvolver em um oceano subterrâneo de Encélado , uma das luas geladas que orbita ao redor do grande planeta.

A descoberta gira em torno de alguns micro-organismos produtores de metano, que presentes em nosso planeta, se mostraram aptos para a sobrevivência nas rigorosas condições do satélite em testes realizados. Segundo os cientistas responsáveis pelo estudo, o metano encontrado na superfície da lua poderia ser o produto de formas de vida extraterrestre existentes em seu subsolo.

A pesquisa começou com a teoria de que as chamadas “espécies metanogênicas”, ou seja, que usam dióxido de carbono e hidrogênio para seu desenvolvimento e liberam metano como produto, poderiam sobreviver nas condições de Encélado. Para testá-la, o grupo acompanhou o crescimento de três desses organismos em laboratório.

Leia tabém: Com o dobro da idade do Sol, estrela que "não deveria existir mais" é descoberta

Dois deles foram isolados de sistemas hidrotermais terrestres – um da Islândia e outro do Japão –, enquanto o terceiro veio de uma estação de tratamento de esgoto. Todos foram submetidos a vários testes de condições extremas, que incluíram temperaturas e pressões severas, situações que podem ser encontradas na lua de Saturno e indicar a presença de vida alienígena.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.