Sistema Solar pode abrigar formas de vida alienígena em Saturno, diz novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, sugeriram a presença de micro-organismos produtores de metano em oceano da lua de Encélado
Foto: Nasa
Uma das luas que orbitam ao redor de Saturno, Encélado pode abrigar algumas formas de vida alienígena em seu subsolo

Algumas formas de vida alienígena podem estar “escondidas” em nosso sistema solar, sugeriu um novo estudo da Universidade de Viena, na Áustria. De acordo com o portal Daily Mail , micro-organismos poderiam se desenvolver em um oceano subterrâneo de Encélado, uma das luas geladas que orbita ao redor de Saturno.

Leia também: Superfície da Lua está "coberta" por água que poderá ser extraída, aponta Nasa

A descoberta gira em torno de alguns micro-organismos produtores de metano, que presentes em nosso planeta, se mostraram aptos para a sobrevivência nas rigorosas condições do satélite em testes realizados. Segundo os cientistas responsáveis pelo estudo, o metano encontrado na superfície da lua poderia ser o produto de formas de vida alienígena existentes em seu subsolo.

A pesquisa começou com a teoria de que as chamadas “espécies metanogênicas”, ou seja, que usam dióxido de carbono e hidrogênio para seu desenvolvimento e liberam metano como produto, poderiam sobreviver nas condições de Encélado. Para testá-la, o grupo acompanhou o crescimento de três desses organismos em laboratório.

Dois deles foram isolados de sistemas hidrotermais terrestres – um da Islândia e outro do Japão –, enquanto o terceiro veio de uma estação de tratamento de esgoto. Todos foram submetidos a vários testes de condições extremas, que incluíram temperaturas e pressões severas, situações que podem ser encontradas na lua de Saturno .

Leia também: Cientistas criam "traje feliz" para ajudar na saúde mental dos astronautas

Resultados da pesquisa

Pelo menos um dos organismos conseguiu se desenvolver em meio às condições apresentadas, inclusive quando exposto à amônia e ao formaldeído. Especialistas acreditam que os dois compostos podem ser encontrados em grande quantidade em Encélado, e pesquisas anteriores sugeriram que sua presença poderia ser um grande impeditivo ao desenvolvimento de vida naquele ambiente.

Agora, sabe-se que alguns microorganismos podem ser encontrados na presença dos compostos, e junto desta informação, o grupo também descobriu um processo geotermal na lua gelada. Ele pode ser capaz de produzir gás hidrogênio, algo essencial para a vida dos organismos que produzem metano .

Para o pesquisador Simon Rittmann, que liderou o estudo, “se você sabe onde esses microorganismos conseguem sobreviver na Terra, os resultados não são surpreendentes”, explicou. “Eles têm uma fisiologia muito especial: são um dos primeiros desenvolvimentos evolutivos do planeta”.

Leia também: Conheça Cimon, robô voador que 'trabalhará' na Estação Espacial Internacional

A descoberta, no entanto, ainda é uma teoria. Por mais que os testes comprovem que organismos metanogênicos da Terra podem sobreviver em condições como as de Encélado, ainda não há como afirmar se alguma forma de vida alienígena realmente reside no corpo celeste.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2018-02-28/alienigena-saturno.html