Tamanho do texto

Por mais que muitas pessoas tenham medo de que eventos como o de hoje possam "destruir a Terra", eles não são motivo para preocupações; entenda

A tempestade solar que deve atingir a Terra nesta quinta-feira (15) não é motivo para grandes preocupações
Divulgação/ Nasa
A tempestade solar que deve atingir a Terra nesta quinta-feira (15) não é motivo para grandes preocupações


Uma tempestade solar está prevista para atingir o nosso planeta nesta quinta-feira (15), após uma explosão de radiação ter sido liberada pelo Sol na noite do último domingo. De acordo com a Fox News , o evento pode impactar a Terra, mas ele não deve ser motivo de preocupação.

Leia também: Asteroide com formato de charuto está caindo em direção à Terra, diz estudo

A tempestade solar foi prevista pela Nasa, cuja sonda Solar Dynamics Observatory capturou, na noite do domingo, o momento em que uma erupção solar liberou uma ejeção de massa corporal (CME, na sigla em inglês). Isso significa que ocorreram grandes explosões na corona solar – o envoltório luminoso da estrela – e isso pode atingir o nosso planeta.

“Quando uma CME impacta a magnetosfera da Terra, ela é responsável por criar tempestades geomagnéticas e auroras”, aponta o Space Weather Prediction Center, do governo dos Estados Unidos. Esta tempestade foi classificada como G1, o que significa que ela será pequena e não deve causar grandes impactos.

"Algumas pessoas temem que uma gigante 'tempestade mortal do Sol ' poderia lançar energia o suficiente para destruir a Terra, mas isso não é possível", explica a Nasa em seu site. "Mesmo nos piores casos, elas não são capazes de acabar com o planeta".

Alguns fenômenos físicos podem ser observados, mas nenhum deles pode gerar efeitos "destruidores", como alguns rumores têm espalhado já há alguns anos.

Leia também: "Beleza solitária": Nasa divulga imagem de galáxia misteriosa distante da Terra

Como elas atingem a Terra?

Tais eventos são considerados comuns e não nos afetam muito porque somos protegidos pelas atmosfera e campo magnético da Terra, mas, ainda assim, diversos eventos podem acontecer quando tal fenômeno astronômico atinge o nosso planeta.

Um dos mais comuns é o aumento da visibilidade e também da claridade das auroras – boreais e austrais –, que são verdadeiras atrações turísticas nos extremos da Terra. Não tão empolgantes como as auroras, outros efeitos também podem ser observados, mas desta vez, relacionados a nossa dependência em sistemas eletrônicos .

É possível identificar a danificação de satélites, “degradação” de ondas de rádio de alta frequência e alterações nas redes elétricas. No mundo animal, as tempestades podem “confundir” o sistema de localização de alguns mamíferos marinhos, o que aumenta a aparição dos animais nas praias.

Leia também: Será o fim? Numerólogo afirma que planeta esmagará a Terra em março

Se qualquer tempestade solar não deve ser motivo para preocupação, a de hoje, dada sua baixa classificação, provavelmente vai passar despercebida pela Terra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.