Tamanho do texto

De acordo com as características dos vírus encontradas na Terra, cientistas acreditam que eles podem ser a chave para encontrar vida extraterrestre

Representação do vírus causador da doença zika (imagem meramente ilustrativa)
shutterstock
Representação do vírus causador da doença zika (imagem meramente ilustrativa)


Os vírus podem ser encontrados em qualquer lugar na Terra: eles são os organismos mais comuns do planeta, e acredita-se que sua existência foi muito importante para o surgimento da vida. Mas para além dos limites geográficos da Terra, você já imaginou que esses seres também podem ser 'alienígenas', e assim, estarem espalhados por todo o universo?

Leia também: Estudo da Nasa mostra que planeta Terra está cada vez mais distante do Sol

Pode parecer conversa de ufologista, mas é uma teoria defendida por cientistas da Universidade do Estado de Portland, nos Estados Unidos. Os pesquisadores publicaram, recentemente, um artigo em que argumentam sobre "a possibilidade dos vírus estarem presentes em locais além da Terra", em uma ciência chamada de astrovirologia. A nova classe de pesquisa une os estudos da virologia com o cenário de alienígenas para entender como os vírus podem ser espalhados pelo espaço.

De acordo com o  Daily Mail , a questão parte da premissa de que, dada a abundância dos organismos e sua possível relação com a evolução, os vírus podem ser um importante sinal de vida extraterrestre. 

“Mais de um século se passou desde a descoberta dos primeiros vírus”, disse Ken Stedman, professor da Universidade do Estado de Portland. “Entrando no segundo século da virologia, nós podemos finalmente focar na parte de fora do nosso planeta”, completou.

Os pesquisadores pedem para que a Nasa e outras agências espaciais procurem por vírus enquanto investigam a possibilidade de um mundo alien. Segundo eles, algumas localizações, como os líquidos de Saturno e as luas de Júpiter, podem ser melhores para encontrar os microscópicos organismos.

Extraterrestres em Marte

Enquanto uns focam na busca por aliens, outros se animam com uma recente descoberta da Nasa: durante uma visita ao planeta Marte para a realização de estudos, pesquisadores encontraram vestígios que evidenciaram pequenos ‘palitos’, muito semelhantes a ossos. Os adoradores de extraterrestres se animaram com a notícia, já que traz a possibilidade da tão aguardada comprovação de vida  fora da Terra.

No comunicado feito pela conta  Curiosity Rover , os cientistas da Nasa descrevem o achado marciano como sendo "cristais", porém, pediram para que os internautas aguardassem por informações mais concretas. "Cada uma tem cerca de um quarto de polegada de comprimento. Talvez sejam cristais. Ou podem ser minerais que preencheram espaços onde os cristais dissolveram-se. Fiquem ligados!”, escreveu a agência. 

Leia também: Pesquisadores buscam 'trono alien' de faraó dentro da Grande Pirâmide do Egito

Ao que tudo indica, as figuras são apenas marcas gravadas em uma rocha, e não criaturas alienígenas altas e finas. Entretanto, ainda há esperança: para o cientista da Universidade de Buckingham, Barry DiGregorio, esses podem ser vestígios fossilizados de vida em Marte.