Google ajuda busca por suposto monstro com imagens de Lago Ness

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Mergulhadores tiraram fotos sobre e sob superfície de lago escocês; imagem que reacendeu mistério em torno da criatura

BBC

Internautas do mundo inteiro podem agora explorar o habitat de um dos "monstros" mais famosos do mundo, a criatura do Lago Ness.

Leia todas as notícias de Ciência

Pássaros, tronco ou monstro? A foto tirada pelo Google voltou a lançar polêmica sobre
Google
Pássaros, tronco ou monstro? A foto tirada pelo Google voltou a lançar polêmica sobre "Nessie"

Lançado nesta terça-feira, o Loch Ness Street View traz imagens capturadas sobre e embaixo da superfície do lago no norte da Escócia, que tem mais de 37 km de extensão, e largura variando entre 1,5 km e 3 km.

Uma das imagens voltou a esquentar o mistério em torno do suposto monstro, chamado carinhosamente de "Nessie" pelos escoceses.

A foto, que mostra um objeto indefinido à distância, pegou de surpresa até mesmo a empresa de tecnologia americana Google.

"A imagem foi algo surpreendente para nós também. Pode ser um tronco, aves aquáticas ou mesmo o monstro", comentou um porta-voz do Google, de forma bem-humorada.

'Nessie', o mito

O Loch Ness Street View foi lançado no mesmo dia em que um jornal escocês publicou uma notória foto do "monstro", em 1934. A foto, tirada por um respeitado cirurgião, Robert Wilson, mostra o que parece ser um pescoço e cabeça de dinossauro saindo do lago.

Durante décadas, a imagem foi analisada por especialistas, inspirou livros, filmes e quadrinhos e transformou o Lago Ness em uma das principais atrações turísticas da Escócia.

A região recebe um milhão de pessoas por ano, a maioria interessada em avistar "Nessie", gerando o equivalente a R$ 100 milhões de reais em receita anual para a economia britânica.

O "monstro" já apareceu nas primeiras posições em enquetes sobre escoceses mais famosos.

E embora uma grande operação de mapeamento do lago, usando equipamento de detecção submarina, não tenha encontrado sinais convincentes da presença de alguma criatura nas profundezas do Lago Ness em 1987, relatos de pessoas que viram o monstro continuaram surgindo.

Em 1994, um auxiliar de Wilson, em seu leito de morte, revelou que a foto tinha sido "armada", que o "monstro" era um minissubmarino com uma cabeça de serpente marinha.

Mesmo assim, o monstro continuou dando o ar de sua graça. A mais recente "aparição" de "Nessie" ocorreu em abril do ano passado, quando um satélite a serviço da Apple fotografou o que parecia ser uma sombra em forma de peixe - especialistas disseram ser apenas um dos muitos barcos que oferecem passeios pelo lago. Mas o fã-clube oficial de "Nessie" recebe uma média de nove relatos por ano.

O Google usou até uma equipe de mergulhadores para tirar fotos sobre e sob a superfície do lago. Contou também com os serviços de Adrian Shine, cientista que há 25 anos dedica sua vida a "caçar" a suposta criatura.

Leia tudo sobre: escocialago nessnessie

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas