Lua ficou completamente encoberta pela sombra do planeta Terra perto das 9h deste sábado; fenômeno durou 5 minutos

Pela terceira vez em menos de um ano, a lua "sangrou" com mais um eclipse lunar que pôde ser visto em diversas partes do mundo, na manhã deste sábado (04). De acordo com a agência espacial norte-americana (Nasa), foi o eclipse mais curto do século. 

Iniciado às 7h16 (horário de Brasília) deste sábado (04), o fenômeno atingiu seu ápice perto das 9h, quando a Lua ficou completamente encoberta pela sombra do planeta Terra, gerando o efeito de luz que deixa com uma aparência satélite avermelhado – devido à qual recebe o apelido de "Lua de Sangue"–, que durou cerca de cinco minutos.

Com céu limpo, o eclipse lunar pôde ser visto com clareza em países da Oceania como Austrália e Nova Zelândia, bem como em nações asiáticas, caso do Japão e da China.

O Oeste dos EUA e do Canadá também tiveram o fenômeno de forma clara em seus céus. No leste, no entanto, cidades como Nova York acabaram não tendo a mesma oportunidade devido ao tempo nublado. No Brasil, o eclipse não pôde ser visto.

O fenômeno lua de sangue, que já havia ocorrido nos dias 15 de abril e 8 de outubro do ano passado, voltará a acontecer em setembro. 

* Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.