Sonda da Nasa se aproxima de Plutão após nove anos de voo

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Sonda da Nasa começará a fotografar Plutão após viajar cinco bilhões de quilômetros em nove anos para chegar ao planeta

BBC

A missão está sendo anunciada como o último grande encontro na exploração planetária e será uma das primeiras oportunidades de estudar o planeta anão de perto. Como a sonda ainda está a 200 milhões de quilômetros de distância, Plutão dificilmente será perceptível nas imagens - apenas um pontinho de luz contra as estrelas.

Mas as imagens são fundamentais para um posicionamento mais perto da sonda New Horizons, da Nasa, que fará um sobrevoo em 14 de julho, e a equipe da missão diz que essa visão é necessária para ajudar a alinhar a nave espacial corretamente para o seu sobrevoo. 

Uma complicação é que os sete diferentes instrumentos a bordo da nave precisam trabalhar em diferentes distâncias para obter seus dados. Para tanto, a equipe construiu um elaborado programa de observação.

Representação da sonda New Horizons, que se aproxima de Plutão e fará fotos inéditas do planeta anão
Reuters/Nasa
Representação da sonda New Horizons, que se aproxima de Plutão e fará fotos inéditas do planeta anão

Isto significa que todo o tempo terá que ser bem preciso para garantir que o sobrevoo ocorra sem problemas. A abordagem mais próxima de Plutão será realizada em 14 de julho, a uma distância de cerca de 13.695 km da superfície.

Os planejadores de missão querem que os horários exatos sejam executados com uma tolerância de 100 segundos. A New Horizons saberá, então, para onde e quando apontar os instrumentos. 

Para aqueles que cresceram com a ideia de que havia "nove planetas", este é o momento em que o conjunto ficará completo. Sondas já estiveram em todos os outros, até mesmo nos distantes Urano e Netuno. Plutão é o último entre os "clássicos nove" a receber uma visita.

Apesar de Plutão, uma rocha de 2,3 mil km coberta de gelo, ter sido rebaixado em 2006 para a condição de "planeta anão", cientistas dizem que o entusiasmo continua o mesmo.

Os anões são a classe planetária mais numerosa do Sistema Solar, e a sonda New Horizons é uma das primeiras oportunidades de estudar um deles de perto.

O primeiro conjunto de imagens de navegação não deverá ser nada especial. Mas, em maio, a sonda estará enviando imagens melhores do que qualquer outra tomada pelo Hubble.

Diversos ângulos de Plutão capturados pelo telescópio Hubble
AP/Nasa
Diversos ângulos de Plutão capturados pelo telescópio Hubble


Leia tudo sobre: plutãosondanove anos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas