Cientistas abrem sarcófago de 2.500 anos e encontram corpo de jovem intacto

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O menino, chamado Minirdis, tinha 14 anos e seria filho de um padre; trabalho de conservação começou em Chicago, EUA

AP
O corpo mumificado de Minirdis, um menino egípcio de 14 anos que era filho de um padre, sobre mesa de instituição em Chicago (10/12)

O trabalho de conservação sobre múmia de 2.500 anos de idade foi iniciado no Field Museum de Chicago, EUA.

2013: Múmia de imperatriz é a maior surpresa da exumação

Os pesquisadores encontraram o corpo de um menino egípcio que morreu quando tinha 14 anos intacto.

Cientistas abriram o caixão na semana passada. O menino, chamado Minirdis, era filho de um padre.

2012: Diagnosticada doença de múmia de 500 anos

Os conservadores estão esperando para estabilizar a múmia e caixão para que eles possam viajar na exposição "Múmias: Images of the Afterlife", que deverá abrir em Los Angeles em setembro.

Conservadores estão criando peças de madeira para reparar seções quebradas do caixão, além de usarem roupas novas para preencher buracos e lacunas na máscara mortuária.

AP
Dedos do pé de Minirdis, menino egípcio de 14 anos, expostos em seu caixão após JP Brown e sua equipe de curadores abriram sarcófago pela primeira vez (arquivo) nos EUA

O museu do campo tem a múmia desde os anos 1920. É parte da coleção do museu de 30 múmias humanas completas do Egito.

*Com AP

Leia tudo sobre: sarcofagoegitoeuacaliforniaminirdis

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas