Quatro casos foram flagrados pelas câmeras dos cientistas, que divulgaram um estudo sobre o caso

BBC

Um comportamento sexual atípico de lobos-marinhos (Arctocephalus gazella) em uma ilha isolada do Antártico chamou a atenção dos cientistas. Convivendo com pinguins na região, eles foram flagrados tentando fazer sexo com as aves marinhas.

Clique no link abaixo e assista ao vídeo

Ataques sexuais de leões-marinhos a pinguins impressionam cientistas


Ataques sexuais de lobos-marinhos a pinguins impressionam cientistas
Thebeccamurray / CC by 2.0
Ataques sexuais de lobos-marinhos a pinguins impressionam cientistas

Muito maiores do que os pinguins (Aptenodytes patagonicus), os lobos-marinhos acabam enfrentando pouca resistência ao tentar copular com as aves na ilha. No início, os pinguins tentam reagir e se desvencilhar dos mamíferos, que montam sobre eles e já tentam a penetração. Mas, pouco tempo depois, as aves perdem as forças para resistir.

Quatro casos foram flagrados pelas câmeras dos cientistas, que divulgaram um estudo sobre o caso na publicação científica Polar Biology.

Os pesquisadores ainda não conseguiram identificar nem o sexo dos pinguins "atacados", nem o motivo que estaria levando os lobos-marinhos machos a tentarem sexo com animais de outra espécie.

"É bem improvável que os lobos-marinhos estejam confundindo os pinguins com animais de sua espécie", disse Nico de Bruyn, um dos responsáveis pelo estudo da Universidade de Pretoria, na África do Sul, à BBC. "É difícil saber o que está acontecendo."

Segundo as especulações que surgiram, o ato estaria acontecendo por conta de um uma experiência sexual frustrante do lobo-marinho ou ainda por uma inexperiência dele. Os cientistas também falam que a atitude poderia ser algo agressivo e predatório ou até mesmo uma brincadeira que acabou ganhando cunho sexual.

Todos os quatro incidentes seguiram um padrão de acontecimentos: o lobo-marinho persegue, captura o pinguim e monta em cima dele. Ele, então, tenta copular por algumas vezes, em um ato que dura cerca de cinco minutos, com alguns períodos de descanso entre eles.

Em algumas situações os lobos-marinhos conseguem a penetração – em uma das delas, flagrada pela câmera, o leão-marinho chega a matar o pinguim e comê-lo depois de tentar o ato sexual.

Apesar de ter impressionado os pesquisadores, essa não foi a primeira vez que eles identificaram uma situação dessas na região do Oceano Antártico. Em 2006, cientistas registraram pela primeira vez lobos-marinhos tentando fazer sexo com focas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.